• Retirem o meu Jesus dos Delírios Comunistas

    Quando digo que o comunismo é o oposto da democracia, mesmo que na teoria não seja necessariamente assim, falo com deliberada consciência da minha assertiva, pois a história não me deixa mentir. Sei que a democracia é um conceito helênico; que Marx é o teórico mais influente do comunismo e que sistematizou a doutrina comunista.
  • PL122 - O Que Realmente Existe Além do Arco-Íris

    A filosofia cristã com relação aos homossexuais não se trata de homofobia, mas de amor ao próximo para que não cometam abominação aos olhos de Deus; se houver neste mundo algo mais anti-homofobia do que esse conceito, nós, cristãos, sinceramente desconhecemos.
  • OS ILUMINADOS

    É importante perceber a coexistência entre aquilo que é exotérico (com "X", i.e., profano, exterior e aparente) e aquilo que é esotérico (com "S", i.e., iniciático, interior e oculto). A Maçonaria possui muitos tentáculos sociais visíveis, mas o seu núcleo é ocultista, além de servir como um manancial para outras organizações com rituais e atrativos adequados aos mais diferentes perfis. ...
  • A Grande Farsa Alienígena - Parte 1

    No ano passado o History Channel apresentou a "Semana do Desconhecido" com a primeira temporada da série Alienígenas Do Passado, já estreou nos EUA a segunda temporada. Nada demais os canais de tv apresentarem programas com esse tema, mas é significativo que seja apresentado no Canal de História como se história fosse, apresentando muitas falsas evidências para convencer o público sobre a atividade extraterrestre em algum passado remoto da humanidade, um assunto que tem ...
  • O Nome de Jesus ®

    Tempos atrás, eu ouvi a história de um comerciante que resolveu revender o Guaraná Jesus em São Paulo. Trata-se de um refrigerante cor-de-rosa, com leve sabor de cravo e canela que é uma marca de grande sucesso de vendas no Maranhão. Segundo consta, a fórmula da bebida foi criada pelo farmacêutico Jesus Norberto Gomes que, por ironia do ...
  • O livro "Conversando com Deus" e a Agenda Global

    Um livro que até mesmo um cristão desatento poderia comprá-lo na livraria deixando-se enganar pelo título, mostra como as filosofias esotéricas e o estabelecimento de uma Nova Ordem Mundial é implantada na cabeça das pessoas em todos os meios disponíveis. Quando eu expus em vídeo que o documentário O Segredo tinha por trás a filosofia ocultista da nova era de forma dissimulada, algumas pessoas se excederam em defender tal obra. Entre os participantes do documentário O Segredo está Neale Donald...
  • Yoga, Maçonaria e Fé Cristã

    Na vaidade de se crerem iluminados e muito mais inteligentes que o comum dos mortais, os luciferianos não hesitam em escarnecer dos cristãos. Portanto, quase sempre existe uma pontada de deboche dissimulado nos métodos e no simbolismo utilizado para afrontar a Igreja de Cristo. Shiva tem muitas características que o tornam comparável à idéia do diabo cristão e acho que não é a toa que tanto se esforcem para difundi-lo como divindade...

OS ILUMINADOS



 I. Entre o Exotérico e o Esotérico

É importante perceber a coexistência entre aquilo que é exotérico (com "X", i.e., profano, exterior e aparente) e aquilo que é esotérico (com "S", i.e., iniciático, interior e oculto). A Maçonaria possui muitos tentáculos sociais visíveis, mas o seu núcleo é ocultista, além de servir como um manancial para outras organizações com rituais e atrativos adequados aos mais diferentes perfis.

Tenho visto argumentações muito presas ao que é aparente ou apenas denominativo e estou escrevendo este artigo motivado pela leitura de um comentário afirmando que a pirâmide e o triângulo com o "Olho que Tudo Vê" exibidos nas notas de 1 dólar são símbolos pertencentes a sociedades distintas. Trata-se de um equívoco, pois desmembrar uma composição simbólica em facções ou interpretar separadamente cada elemento do seu conjunto é como isolar as palavras na leitura de um texto. Isso apenas faz com que o encadeamento lógico da mensagem se perca. Não existe um símbolo maçônico e um símbolo illuminati desconexos entre si na nota de 1 dólar.

Convém considerar que a ideia simbólica de iluminação constitui uma busca fundamental dentro das escolas de mistérios. Por exemplo, os que alcançam o 10º grau na AMORC ingressam na "Seção Illuminati" e recebem o tratamento latino de "illuminatus" (iluminado). Illuminati (o plural do termo illuminatus) é uma palavra utilizada por diferentes grupos ou aplicada como distinção evolutiva, indicando que tais pessoas teriam alcançado um estado de consciência ou conhecimento superior que as destaca da massa de gente comum (e ignorante). Portanto, necessariamente, a expressão não identifica alguma sociedade específica, mas é uma alusão (ou ilusão) relativa a um estágio adiantado de desenvolvimento místico, dentro das sendas iniciáticas.

Por sua vez, a pirâmide é um dos símbolos frequentemente adotados para ilustrar o sentido de hierarquia e estratificação, representando diferentes classes sociais e níveis de influência. Algo que também se aplica ao aspecto espiritual. Como referência, o portal de entrada da cidade de Peruíbe (litoral sul de São Paulo) é uma obra maçônica bastante interessante, pois consiste numa pirâmide suspensa de tronco opaco (tijolos), encimada por um topo translúcido (provavelmente, policarbonato).

Silenciosamente, o portal dá forma à mensagem de que o topo pertence aos iluminados e os que estão abaixo dele não dispõem de luz, estando imersos nas trevas da ignorância. Mais que isso, ele indica que a luz que chega até a base (a grande massa) é filtrada pela cimeira (os iluminados).

Foto do portal de Peruíbe:




De igual modo, o que vemos pairar sobre a pirâmide trapezoide da nota de 1 dólar possui uma natureza etérea e luminosa, totalmente distinta do monumento em si. A frase latina "Annuit Coeptis" proclama a realização de um empreendimento que recebeu a aprovação dessa potência transcendental representada pelo triângulo fulgurante. Tal pirâmide costuma ser vista como "inacabada", na perspectiva de que a consumação da "Grande Obra" seria o estabelecimento de um Governo Mundial Unificado. Assim sendo, faltaria materializar no plano físico uma hegemonia já consagrada em planos sutis. Ainda que esse objetivo seja evidente, entendo que o símbolo queira antes representar uma submissão espiritual da qual descende todo esse empenho de realização terrestre. O que vemos no topo está além da dimensão humana e quem quer que tenha tomado contato com as obras de alguns dos maiores expoentes da Maçonaria (como Albert Pike e Manly P. Hall), saberá que, ao invés da Divina Providência, o olho contido no triangulo exalta a ideia da onisciência radiante de Lúcifer (Satã como "o portador da luz") e também a suposta consciência expandida daqueles que (postos a seu serviço e permeados dessa mesma "luz") se autointitulam iluminados (ou mesmo se creem deuses e super-homens).

Assim como o portal de Peruíbe pode ser visto por qualquer pessoa que entre na cidade, as notas de 1 dólar circulam por todo o mundo, sendo bastante comuns. Quantos, porém, se dão ao trabalho de observar a intrincada simbologia contida em sua estampa? A grande maioria das pessoas está preocupada com o significado aquisitivo do dinheiro, assim como a maioria dos que passam pelo portal está buscando lazer numa cidade praiana, de modo que esse simbolismo faz parte do cotidiano de muitos, sem nem mesmo ser notado. Isso deveria levar à reflexão de que o oculto nem sempre corresponde àquilo que está literalmente escondido, mas àquilo que poucos distinguem, mesmo estando diante dos olhos. Dizer que a Maçonaria era secreta e agora se tornou apenas discreta não passa de dissimulação, mas também ilustra a realidade de que as pessoas andam ocupadas (ou acostumadas) demais para enxergar o óbvio.

Os "iluminados" defendem a tese de que todas as religiões possuem uma origem em comum e se empenham para integrá-las numa única religião universal. Bem fariam os cristãos se compreendessem que por trás de tal proposição está o fato de que são essas grandes organizações esotéricas, sim, que possuem uma mesma origem e partilham de muitas semelhanças não casuais em termos de nomenclaturas, símbolos, princípios filosóficos e objetivos velados que disseminam em diferentes graus doutrinários.


  II. Evidências
Módulo acrescentado em 06/05/2011 com informações complementares


Os símbolos compõem uma linguagem bastante flexível.

No decorrer do tempo e com a exposição a diferentes culturas, eles podem apresentar variações em suas formas e elementos, agregando novos significados. Convém ter em mente que os atributos representados por uma mesma figura podem mudar exotericamente de acordo com as associações, local, época, intenções e interpretações de quem a utilize. Esotericamente, entretanto, isso não implica na perda de seu sentido original, mas em sincretismos que podem mascarar o seu autêntico significado.

É bastante enganoso pensar que o triângulo envolvendo o olho represente uma única organização, como se fosse uma logomarca registrada de uso privativo. Removê-lo do contexto que compõe a nota de 1 dólar, como se estivesse restrito a uma única confraria denominada "Illuminati" e isolar o termo "illuminati" como identificador exclusivo de uma sociedade esotérica específica é ignorar a terminologia própria do jargão ocultista.

Não é difícil notar que entre as figuras geométricas, o triângulo é a que mais naturalmente evoca a concepção da Trindade Cristã: Pai, Filho e Espírito Santo. Em adição, o olho é o órgão mais adequado para representar o sentido de onisciência divina. Estabelecer quando e como essa composição passou a fazer parte da iconografia católica por influência maçônica na Igreja, é irrelevante. O fato é que pode ser vista adornando inúmeros templos, como no caso da Catedral de Aachen (clique para ampliar):



Assim como também se pode notar o seu uso ostensivo dentro no simbolismo maçônico.

1. Exterior de Lojas/Templos Maçônicos (clique para ampliar):

1.1 Templo Maçônico, St.John's, Newfoundland, Canadá, construído em 1894


     Detalhe Superior

1.2 Templo Maçônico de Petaluma, Califórnia




2. Interior de Lojas/Templos Maçônicos (clique para ampliar):

2.1 Loja Tolerancia - México


     Detalhe da imagem ao fundo



2.2  Banes, Cuba


2.3 Goiânia, Goiás


2.4 Santos, SP


Obs.: Nas Lojas/Templos do Brasil, o triângulo fulgurante com "O Olho que Tudo Vê", geralmente, ocupa posição central entre os símbolos do Sol e da Lua. Qualquer pesquisa utilizando a sigla GOB ou Grande Oriente do Brasil, associada à palavra templo ou loja, resultará em muitos outros exemplos nacionais.

3. Aventais (clique para ampliar):



4. Medalha Comemorativa da Instalação do Grande Oriente do Brasil no Rio de Janeiro (clique para ampliar):



Não obstante, ainda que esse mesmo símbolo possa ser encontrado tanto em Igrejas quanto em Lojas/Templos Maçônicos, é ingênuo acreditar que eles referenciem o mesmo Deus dos Evangelhos.

De certo ponto de vista, pode-se dizer que não é inteiramente falso negar que a Maçonaria seja UMA religião, pois ela (assim como a Teosofia e outras sociedades) se considera fiel depositária dos princípios originais de TODAS as religiões, dentro de um projeto de unificação das diversas crenças existentes. Tanto é assim que uma das exigências para ser admitido na Maçonaria é a convicção na existência em um Ser Supremo (não importa qual seja) que é genericamente cognominado de GADU (Grande Arquiteto do Universo).

Podemos desvendar a identidade do GADU num breve vislumbre de citações colhidas entre alguns dos maiores expoentes da filosofia esotérica, em franca apologia a Lúcifer/Satã:

"Neste caso, é de todo natural – tendo em vista a letra morta - que se considere Satã, a Serpente do Gênesis, como o verdadeiro criador e benfeitor, o Pai Espiritual da Humanidade. Porque foi ele o 'Portador da Luz', o brilhante e radioso Lúcifer que abriu os olhos do autômato que Jeová criara (como se pretende)."

Blavatsky, Helena Petrovna
A Doutrina Secreta – Vol. III – Antropogênese
Pg.261 – Editora Pensamento

"Satanás é aquele anjo suficientemente orgulhoso para acreditar que era Deus; corajoso o suficiente para comprar a sua independência ao preço da eterna tortura e eterno sofrimento; belo o suficiente para ter adorado a si próprio em divina luz; forte o suficiente para ainda reinar na escuridão em meio à agonia, e para ter feito um trono para si próprio desta pira inextinguível"

Eliphas Levi; 1860, Histoire de La Magie, páginas 16,17

"Quando o maçom aprende que o segredo para o guerreiro é a correta aplicação do dínamo do poder da vida, ele aprendeu o mistério de sua Arte. As energias ardentes de Lúcifer estão em suas mãos e antes que ele possa avançar para a frente e para cima, precisa provar sua capacidade de aplicar corretamente a energia."

Manly P. Hall, The Lost Key to Freemasonry,  publicado pela Macoy Publishing and Masonic Supply Company, Richmond, Virgínia, 1976

"Para vocês, Soberanos Grandes Inspetores Gerais, nós dizemos isto, que vocês podem repetir para os irmãos dos graus 32, 31 e 30: A Religião Maçônica deve ser, por todos nós iniciados dos altos níveis, mantida na pureza da Doutrina Luciferiana"; "Sim, Lúcifer é Deus..."; "E a verdadeira e pura religião filosófica é a crença em Lúcifer, o igual de Adonai; Mas Lúcifer, Deus da luz e Deus do bem, está lutando pela humanidade contra Adonai, o Deus da escuridão e do mal."

Instructions to the 23 Supreme Councils of the World
Albert Pike, Grand Commander, Sovereign Pontiff of Universal Freemasonry, July 14, 1889

Complementarmente, no vídeo abaixo, um maçom Shriner, membro da fraternidade paramaçônica internacional AAONMS - Ancient Arabic Order of the Nobles of the Mystic Shrine, da qual só podem participar aqueles que atingem o status de mestre maçom, fala do seu entendimento sobre Lúcifer:


A grande maioria dos que ingressam na Maçonaria relativiza ou não tem conhecimento dos assuntos aqui abordados. Sem dúvida, existe muita gente digna que vivencia o aspecto fraternal e se empenha em louváveis causas sociais promovidas pela Ordem. Entretanto, isso não muda a realidade de que, sob uma fachada de falsas aparências e engenhosas dissimulações, os valores maçônicos e cristãos são diametralmente opostos e inconciliáveis.


Clique aqui e leia também: "Yoga, Maçonaria e Fé Cristã"

Leia Mais